ATENÇÃO!

Em virtude da pandemia de Coronavírus, diversos eventos em Salvador e em todo Brasil estão sendo cancelados, suspensos e adiados.

Por determinação da prefeitura de Salvador, também estão suspensos o funcionamento de salas de cinema, academias e parques públicos, bares e restaurantes.

As Monxtras – A Arte Através do Gênero

As Monxtras – A Arte Através do Gênero

O fotógrafo italiano, Antonello Veneri abre nesta sexta, dia 15 de novembro, a Exposição “As Monxtras – A Arte Através do Gênero”, em comemoração aos 17 anos da Galeria Arte e Memória, na Vila de Igatu, na Chapada Diamantina. Essa mostra é composta por 24 fotos de grandes dimensões (150x 100 cm e 60×90 cm) que retrata o cotidiano do coletivo de mesmo nome e teve seu lançamento na cidade de Trento, na Itália e chega ao Brasil com a proposta de ampliar o debate sobre gênero.

Desde 2017, que o fotógrafo, residente no Brasil, acompanha o coletivo das Drag Queens “As Monxtras”, documentando sua atividade artística, social e política. As fotos do coletivo, de acordo com a prática de Veneri, prevê uma imersão documental formando um conjunto narrativo que retrata todas as fases do processo, que vai do cotidiano em casa até o momento da performance no palco.

“As Monxtras” é um coletivo artístico fundado em 2016, em Salvador Bahia e se apresenta em diversos lugares da cidade. Para Malayka SN, fundadora do grupo, o objetivo principal é usar o corpo como instrumento de militância, indo além dos modelos normativos de gênero. “As Monxtras” e os artistas que compõem este coletivo misturam o elemento feminino e o masculino de acordo com suas necessidades e desejos. Mamba Mavamba que também é fundadora do coletivo casa monxtra complementa dizendo que, ao longo da história da diáspora negra, quilombos sempre existiram como estratégia de resistência e produção de conhecimento somos mais um.

Galeria Arte & Memória – Igatu – Chapada Diamantina

Galeria Arte & Memoria, Andaraí - BA, Brasil